A chance de ver dois bateristas renomados de diferentes partes do mundo se enfrentando no octógono do UFC é rara demais para perder o confronto de Rafael Fiziev contra Brad Ridell. Os dois conseguiram se destacar nas artes marciais de percussão e agora os dois planejam medir suas habilidades no cage, pois está em jogo a oportunidade de entrar no top ten, ou de lutar com um de seus representantes.

Rafael Fiziev x Brad Ridell
Os lutadores vão atuar como co-main event do UFC na ESPN 31, e no dia 5 de dezembro os torcedores poderão curtir o espetáculo que os atletas quirguizes e neozelandeses mostram em cada apresentação. Independentemente das citações da casa de apostas, esperamos uma luta extremamente competitiva, e qual dos caras tem mais chances de vencer - vamos descobrir em nossa previsão detalhada.
Em um hiato de duas semanas, o UFC voltará às telas de televisão com outro torneio em Vegas, chamado Vegas 44, ou UFC na ESPN 31. O principal evento do próximo evento será uma luta entre o ex-campeão peso pena Jose Aldo, e a 4ª divisão do peso galo do ranking - Rob Font ...

José Aldo x Rob Font
Apesar da ligeira diferença de idade, os lutadores estão em fases completamente diferentes em suas carreiras, e se Aldo está tentando provar seu valor em uma aposentadoria esportiva, então Font, pelo contrário , só agora está ganhando impulso. Isso faz com que a luta seja duplamente interessante, já que a experiência e as boas condições do brasileiro vão contrabalançar o melhor desempenho de Boston.
Três anos atrás, ninguém poderia imaginar que um atleta profissional como Alexander Emelianenko atuaria como um lutador de MMA pop, venceria blogueiros, rappers e seus colegas aposentados. Mas, como se costuma dizer, a demanda cria oferta, porque o confronto entre Emelianenko Jr. e o russo-americano Jeff Monson, como uma vingança aos punhos nus, não parece tão falho. 

Alexander Emelianenko x Jeff Monson
A organização do evento ficou a cargo da liga Hardcore FC, em conjunto com uma das emissoras federais de TV. O encontro vai decorrer no dia 10 de Dezembro e, apesar de as casas de apostas ainda não terem definido odds para os participantes da batalha, já está claro quem vai receber a palma. Nós, por sua vez, oferecemos a você uma compreensão mais detalhada do equilíbrio de poder para determinar com precisão o vencedor desta batalha veterana.
Apesar do polêmico e polêmico resultado do segundo confronto, Dana White, como esperado, se recusou a organizar no futuro a trilogia de bilheteria de Max Holloway e Alexander Volkanovski, incomodando muitos fãs do havaiano. Mas isso não significa que o peso pena mais popular do UFC não enfrente mais o campeão australiano. Para conseguir esta batalha, ele precisa de mais uma Victoria, e ele terá a oportunidade de vencê-la muito em breve. Como parte da luta principal do torneio UFC Fight Night 197, ele se encontrará com Yair Rodriguez, que retornará ao octógono após mais de dois anos de hiato e tentará claramente provar que esteve ocioso por um motivo, permitindo-lhe contar com uma luta espetacular.

Max Holloway x Yair Rodriguez
No UFC, lutadores que rapidamente se popularizaram se inscreveram várias vezes e, com a mesma rapidez, desapareceram, deixando apenas uma lembrança de si mesmos em destaque. Esses caras incluem Eric Anders - uma abundância de lutas lindas com sua participação em torneios de promoção adornados, mas a linguagem não pode ser chamada de uma carreira americana de sucesso. Já no dia 14 de novembro, ele terá que entrar novamente na gaiola, onde estará um atleta com a mesma carga, na pessoa de Roman Dolidze. Estilisticamente, eles são opostos completos, o que torna sua luta tão interessante. Quem vai ganhar esta noite e como exatamente essa luta vai terminar - leia nossa previsão.

Roman Dolidze x Eric Anders
No outono de 2020, Mukhumat Vakhaev, sendo o campeão da liga ACA na divisão de pesos pesados, decidiu deixar o cinturão para crescimento na carreira. Mas tudo acabou de tal forma que o lutador voltou, e novamente conquistou o direito de desafiar o título, que agora é propriedade de Tony Johnson. O americano acima do peso assusta seus rivais com sua força de ataque, mas Vakhaev está pronto para se opor a ele em sua luta. O encontro deles será a principal luta do ACA 132, e será disputado no absoluto. Quem vai assumir? Um baterista durão ou um mestre de palco técnico? Vamos entender esse problema com a ajuda de uma análise detalhada dos participantes da luta.

Mukhumat Vakhaev x Tony Johnson
Um australiano, Tai Tuiwasa, apesar de sua posição no ranking, tem uma base de fãs bastante grande, e cada luta sua é um show em que ele, ou seu rival, acaba no chão. O atleta conseguiu recomeçar a carreira após uma série de derrotas, e agora tem uma excelente oportunidade de figurar no TOP-10, caso Augusto Sakai não se torne um obstáculo sério para ele. Os caras se encontrarão no âmbito do torneio UFC Fight Night 198, e o vencedor poderá entrar na oposição de um nível qualitativamente diferente, então definitivamente há algo para lutar nessa luta.

Tai Tuivas x Augusto Sakai
Uma grande taxa, popularidade mundial, uma chance pelo título - nada disso pode motivar um lutador a ter um desempenho melhor do que a perspectiva de ficar sem contrato devido a resultados insatisfatórios. E a carreira de Marcin Tybura confirma isso perfeitamente. Estando a ponto de perder a vaga no UFC há dois anos, o polonês hoje lidera uma sequência de cinco vitórias e, além disso, tem todas as chances de se tornar o próximo candidato ao título. Mas, para fazer isso, primeiro ele deve derrotar Alexander Volkov, que antes havia perdido a luta pelo título de campeão interino e agora claramente não pretende voltar para as margens do ranking oficial da liga,

Alexander Volkov x Marcin Tybura
A história é cíclica, e isso também se aplica às artes marciais mistas. Até recentemente, era difícil imaginar que o UFC voltaria aos velhos tempos, quando lutadores que hoje, com a mesma idade, há muito admirariam as luvas penduradas em um prego, lutavam pelo campeonato da promoção. No entanto, graças aos esforços do mastodonte brasileiro Glover Teixeira, isso se tornou uma realidade. Nos últimos três anos, ele parou cinco adversários difíceis, o que lhe deu a chance de ganhar o título da liga aos 42 e levar o segundo lugar para Randy Couture no ranking dos lutadores mais velhos a vencer a organização. É verdade que definitivamente não será fácil para ele fazer isso, porque seu obstáculo nesse caminho é Jan Blakhovich, que agora está no auge de sua forma.

Jan Blachovic x Glover Teixeira
Recentemente, fãs de artes marciais mistas têm discutido ativamente as perspectivas de Islam Makhachev no UFC, que deve substituir totalmente Khabib Nurmagomedov. E essas expectativas têm motivos muito bons para elas, porque muito em breve a perspectiva russa pode chegar ao topo da liga dos leves, a um passo da tão acalentada chance de título. Caminhando em uma seqüência de oito vitórias, ele vai lutar no cativeiro contra um inveterado representante da categoria na pessoa de Dan Hooker, que à primeira vista parece ser um adversário fácil para ele, mas, mesmo assim, é um cara que sabe incomodar qualquer pessoa e, sem dúvida, fará tudo. para tornar esta luta espetacular e memorável. O encontro cara a cara dos atletas acontecerá no maincard do torneio UFC 267, que será realizado no dia 30 de outubro.

Islam Makhachev vs Dan Hooker
As lutas de mulheres, apesar de sua popularidade crescente, não despertam tanto interesse público quanto as lutas de homens, por mais que alguém tente consertá-las. No entanto, há momentos em que os fãs aguardam ansiosamente o aparecimento de seus favoritos no octógono, e a revanche de Rose Namayunas contra Weili Jang é um deles. A luta no UFC 261 chocou o público, e a perda do título chinês ainda considera a paralisação prematura. 

Rose Namayunas x Weili Zhang
Agora ela terá a oportunidade de retificar a situação e se vingar do americano no UFC 268, na co-luta principal do evento. Rose está pronta para fazer a primeira defesa de forma tão convincente quanto fez quando conquistou o cinturão? Responderemos a essa pergunta apenas enquanto assistimos à luta, e agora nossa tarefa é determinar qual dos participantes tem mais chances de vencer.
Apesar de há dois anos o detentor do campeão dos médios do UFC, Israel Adesanya, ter travado facilmente um desafiante após o outro, ainda é cedo para dizer que se trata de um campeão dominante. Os temas de sua baixa resiliência e fracas habilidades de grappling ainda não foram totalmente explorados, embora ainda haja caras no plantel de promoção que podem fazer isso, como Paulo Costa e Marvin Vettori. E embora os dois atletas já tenham perdido para o neozelandês antes, cada um deles pode ter outra chance de dar respostas a perguntas de interesse de muitos fãs de artes marciais mistas.

Paulo Costa x Marvin Vettori
Mas antes de tudo, eles terão que descobrir quem é mais digno desta oportunidade. Na luta principal do UFC Fight Night 196, que acontece no dia 24 de outubro, acontecerá o encontro presencial, que promete resultar em uma luta competitiva e intransigente, pois o sentimento de vingança é um grande motivador.
A primeira luta de Andrey Orlovsky sob a bandeira do UFC aconteceu em 2000, e o atleta ainda consegue se apresentar em um nível de alto nível, embora com sucessos variados. No torneio Fight Night 195, como co-luta principal do evento, ele terá que enfrentar o brasileiro Carlos Filipe, que é o jovem de sangue na categoria de pesos pesados da organização. 

Andrey Orlovsky x Carlos Filipe
Os primeiros lugares nas classificações não estão em jogo, e mais ainda qualquer ambição de título de um dos lutadores. Mesmo assim, é uma grande oportunidade para Carlos ganhar um impulso na mídia se conseguir superar o veterano que ainda ameaça seus adversários com seus socos fortes. Vamos passar para a análise dos atletas e descobrir qual deles será o triunfo do próximo encontro.
Em 2015, a ucraniana Marina Moroz foi contratada pelo UFC com 5 lutas profissionais disputadas. Agora, "Iron Lady" entra na 9ª luta sob os auspícios da melhor promoção de MMA do mundo, e terá a oposição da vencedora do "Dana White Contenders Series", Luana Carolina. As meninas vão disputar a eliminatória do UFC Fight Night 195, e para Marina será uma reviravolta depois de uma longa ausência de um ano e meio.

Marina Moroz x Luana Carolina
Lutadores com imagem brilhante e envolvente sempre foram muito procurados no MMA, mesmo que o resultado tenha deixado a desejar. Johnny Walker é um excelente exemplo disso. Supunha-se que duas derrotas consecutivas o afastariam da perspectiva de lutar contra os mais fortes representantes da divisão dos meio-pesados do UFC por pelo menos as próximas apresentações. Mas, na verdade, no caso dele, uma vitória não muito confiante foi o suficiente para chegar ao topo da categoria. De uma forma ou de outra, o novo adversário do chocante brasileiro será seu compatriota e veterano da liga Thiago Santos. E este é um grande confronto, já que os dois lutadores agora estão precisando muito da vitória e representam a escola de kickboxing, por isso seu encontro, que será no dia 3 de outubro como parte do evento principal do UFC Fight Night 193,

Thiago Santos x Johnny Walker
A honra de abrir o primeiro torneio do UFC em outubro coube às meninas da categoria mais leve - Antonina Shevchenko, e à invicta australiana Casey O'Neill, que treina no mesmo clube - Tiger Muay Thai. O “Panther” entrou em uma situação muito difícil devido às derrotas de todos os principais rivais, e agora não deve pensar em chegar ao topo da categoria. 

Antonina Shevchenko x Casey O'Neill
Mas Casey, ao contrário, só este ano estreou na promoção, e já conquistou importantes vitórias para si. O encontro deles acontecerá em Las Vegas, sob a bandeira do torneio UFC Vegas 38, ou como está numerado em nível oficial - UFC Fight Night 193. Qual das garotas tem mais chances de triunfar nessa luta, e quais são o equilíbrio de poder para este par - analisaremos na previsão.
No primeiro UFC Fight Night 193, em outubro, os dois médios da liga estarão empatados entre os 15 primeiros da divisão. Kevin Holland já conseguiu se apaixonar pelo público por seu estilo de luta pouco convencional e finalizações ruidosas, mas seu oponente, Kyle Dokas, enquanto lutava com adversários pouco conhecidos, perdia grande parte de suas atuações na melhor promoção do mundo.

Kevin Holland x Kyle Doka
A luta deles se tornará o co-main event do próximo torneio, e desta vez os matchmakers decidiram novamente reunir atletas de diferentes escolas: o baterista, na pessoa de Kevin, tentará estancar a pressão do habilidoso grappler. Apesar da diferença de probabilidades, este confronto pode tornar-se muito competitivo, e a nossa tarefa é descobrir de quem é a técnica e as aptidões que serão melhores neste caso.


Na história do MMA, houve muitos exemplos de lutadores que não tiveram a capacidade de se adaptar aos oponentes e simplesmente se recusaram a lutar de maneira razoável. Ion Cucelaba é um exemplo nítido dessa casta de atletas, pois não liga para o plano do adversário para a luta, o único objetivo desse cara é arrancar a cabeça de quem está à sua frente.

Ion Cutelaba x Devin Clark
Na terceira luta mais importante do UFC Fight Night 192, o moldavo Hulk enfrentará Devin Clark, que também não tem um QI de luta alto. Nem um nem outro estão nas classificações, portanto, uma vitória neste confronto para qualquer um deles será uma oportunidade de cobrir as falhas do passado e começar a seguir em frente.
O veterano do UFC Anthony Smith há muito é considerado uma séria ameaça para o campeão dos meio-pesados John Jones, até que ficou cara a cara com ele. Depois, a carreira de "Lionheart" começou a declinar, mas agora ele voltou a "renascer", tendo obtido algumas vitórias convincentes.

Anthony Smith x Ryan Spann
Na luta principal da noite no UFC Fight Night 192, Anthony enfrentará o “Superman” do Texas - Ryan Spann, que vem ganhando força nos últimos tempos. A alta porcentagem de vitórias iniciais para ambos promete ao público um espetáculo brilhante, e quem sairá dele como o vencedor - vamos analisá-lo em nossa previsão.
O peso pesado é atualmente a divisão mais competitiva do UFC, com muitos em perspectiva de conquistar o título. Um dos melhores pesos pesados russos da indústria, Sergei Pavlovich, também tem, no entanto, para que depois de pronunciar esta afirmação não deixe um gosto de incerteza, você primeiro precisa ver o que ele é após dois anos de inatividade.

Tom Aspinall x Sergey Pavlovich
E isso pode ser feito no dia 5 de setembro ao assistir ao torneio UFC Fight Night 191, no qual Tom Aspinall será seu adversário. O britânico certamente não pode ser chamado de lutador escolhido para um retorno fácil, pois, junto com o russo, é uma das principais avenidas para o peso da organização e ainda não perdeu sob seu signo, pelo que um um confronto emocionante e competitivo nos espera.
Três coisas podem ser vistas indefinidamente: como o fogo arde, como a água corre e como Amanda Nunes consegue rivais que nem na teoria nem na prática representam qualquer perigo para ela. É difícil dizer quanto tempo isso vai durar, pois parece que o próprio Dana White não sabe por que motivo não está organizando sua trilogia com Valentina Shevchenko.

Amanda Nunes x Julianna Peña
Julianna Pena, que já foi uma atleta promissora que em algum momento teve todas as chances de se firmar no topo da lista, concordou em se tornar a próxima vítima do bicampeão da liga, mas no final decidiu retomar sua vida pessoal, voltando em seguida dois anos e meio de inatividade, ela conquistou duas vitórias com uma derrota, que lhe valeu a chance de título. O encontro cara a cara dos atletas acontecerá como parte do segundo evento mais importante do torneio UFC 265, que será realizado no dia 8 de agosto.
Na categoria meio-médio do UFC, uma situação difícil se desenvolveu: o campeão dominante Kamaru Usman não planeja deixar o trono, e ainda não há novos candidatos no horizonte. Por isso, o detentor do título tem que vencer os mesmos adversários no segundo turno, mas em um futuro próximo a situação pode mudar. O atleta brasileiro Vicente Luce já chegou perto dos cinco primeiros, e o último obstáculo para entrar na lista de elite é Michael Chiesa. No card principal do UFC 265, os dois vão disputar uma vaga não só na tabela de classificação, mas também na disputa pelo título, portanto, muita atenção estará voltada para o seu confronto, principalmente da gestão de promoção.

Vicente Luca e Michael Chiesa
A terceira luta mais importante do UFC 265 será o confronto de veteranos brasileiros da categoria mais leve - o ex-campeão José Aldo vai enfrentar Pedro Munoz. Para José, esta partida é extremamente arriscada, pois o adversário está bem abaixo dele nas classificações, mas simplesmente não havia outra saída para os matchmakers, já que o “Rei do Rio” perdeu para a maioria dos que estiveram em posições mais altas. Dado o estilo de luta dos atletas, espera-se um duelo tenso e definitivamente competitivo. Nossa tarefa é ajudá-lo a descobrir qual dos participantes tem a melhor chance de ganhar, porque apesar das cotações, o resultado pode ser o mais inesperado.

Jose Aldo x Pedro Munoz
Um dos mais jovens representantes do clã Nurmagomedov, Usman, após vários anos atuando na Rússia, finalmente alcançou a segunda promoção mais importante nos Estados Unidos. A organização do Bellator preparou mais uma luta para o nosso lutador no menor tempo possível, e desta vez ele terá que se encontrar com um atleta de Oklahoma - Luis Muro, no âmbito do torneio 263, que será realizado no Mohegan Sun Arena . A principal questão que os fãs enfrentam é: será que o Usman conseguirá manter o "0" na coluna da derrota e seguir em frente? Tentaremos responder em nossa previsão.

Usman Nurmagomedov x Luis Muro
Nos últimos anos, o peso leve do UFC foi abalado por diversos eventos, um deles foi a desclassificação de dois anos de TJ Dillashaw. Parecia que a idade de aposentadoria para essa divisão, a recusa de substâncias proibidas e a esmagadora derrota na última atuação baixariam significativamente o valor de suas ações. Mas, apesar de todos esses momentos, na primavera do ano retrasado, os fãs de artes marciais mistas congelaram na expectativa do retorno de um dos mais formidáveis pesos-galo da liga.

Carey Sandhagen vs T. J. Dillashaw
E esperamos - no dia 25 de julho, como parte da luta principal do torneio UFC Fight Night 191, o veterano entrará no octógono após um longo período de inatividade e lutará contra Corey Sandhagen, que pode vir a ser um guia para outro título luta, e um carrasco que pôs fim a uma carreira antes brilhante.
O card principal do torneio UFC Fight Night 191 foi revivido com o confronto do peso pesado russo, Shamil Abdurakhimov, que sumiu do radar em 2019, e Chris Daukas, que segue em uma impressionante série de vitórias iniciais. Os dois atletas estão entre os dez primeiros, mas esta é uma luta mais lucrativa para o americano, pois ele pode subir na tabela de classificação em três pontos ao mesmo tempo. Qual deles tem mais chance de vencer e como essa reunião vai acabar, vamos entender na nossa previsão.

A previsão para o combate Shamil Abdurakhimov x Chris Daukas
Uma das primeiras lutas do UFC, na ESPN 26, será um encontro de lutadores da categoria meio-médio: o russo Abubakar Nurmagomedov, lutará com o nocaute americano Daniel Rodriguez. Para Abubakar, esse será um dos maiores desafios de todas as suas atuações na organização, pois muito depende dos resultados de sua atuação. Rodriguez apareceu na promoção apenas no ano passado, mas já conseguiu fazer barulho graças à incrível frequência de aparições no cage. As casas de apostas avaliam os rivais como quase iguais, mas se for realmente o caso, vamos entender essa previsão.

Predição Abubakar Nurmagomedov x Daniel Rodriguez
A direção do UFC está trabalhando em várias estratégias para o desenvolvimento de alguns lutadores. Se alguns disparam na classificação após 2-3 lutas, outros lutam por um lugar no TOP 15 há anos. Islam Makhachev pertence ao segundo tipo, pois está no UFC desde 2015, mas ainda leva os que estão abaixo dele nas classificações como adversários. Porém, desta vez para um atleta do AKA, preparamos um adversário difícil, mesmo que ele não seja tão popular.

Previsão para a luta Islam Makhachev x Tiago Moises
Tiago Moises é um grappler forte e o seu estilo permitirá finalmente revelar todos os talentos do Islão. Digamos que esta é a última etapa, depois de ultrapassada, nosso lutador finalmente vai convencer a todos de suas ambições pelo campeonato. E o fato de os caras liderarem o torneio indica a alta confiança dos chefes em suas capacidades. Se será outro triunfo do Daguestão ou um apset nos espera - vamos entender essa previsão.
Em 25 de julho, na T-Mobile Arena em Las Vegas, o atual campeão mundial dos pesos pesados ​​de acordo com o Conselho Mundial de Boxe, o invicto britânico Tyson "Gypsy King" Fury, fará a 1ª defesa do título contra seu antigo dono de longa data, o americano perfurador Deontay Wilder, apelidado de "O Bomber de Bronze". A luta será seu 3º confronto, e Wilder conquistou o direito a esta revanche por decisão do tribunal arbitral dos Estados Unidos.

A previsão para a luta Tyson Fury - Deontay Wilder. A terceira batalha
O card principal do UFC 264 foi aberto pela galera do peso leve - o recém-cunhado estrela da organização, Sean O'Malley, e o lutador que faz a segunda volta na promoção, Louis Smolka. Não faz muito tempo, "Sugar" praticamente implementou seu plano e entrou no ranking, mas depois de uma derrota irritante para Marlon Vera, acabou ultrapassando seus limites. Outra vitória pode aproximá-lo não apenas do topo, mas também de adversários de classe alta. E é importante destacar que Smolka é um adversário ideal para uma próxima etapa. O'Malley será capaz de passar por um cara experiente ou enfrentará uma derrota inesperada? Tentaremos entendre isso.

Previsões para a luta Sean O'Malley - Louis Smolka
Uma das trilogias mais extensas da história do UFC logo terá seu fim. A história de Conor McGregor e Dustin Porrier, começou em 2014. Depois disso, os lutadores fizeram uma revanche em janeiro de 2021, e agora a direção da promoção decidiu reuni-los pela terceira vez no grande e numerado torneio UFC 264, que será liderado por pesos leves. O confronto acontecerá em 5 rodadas, na categoria até 70 kg, e estará em jogo o título do principal candidato ao título de campeão.

Previsão para a luta Conor McGregor - Dustin Poirier, parte 3
O debate sobre se McGregor ainda tem pelo menos algo que agradou ao público alguns anos atrás não desaparece por um segundo. E para entender toda essa situação, sugerimos que você faça uma análise minuciosa dos participantes da luta principal da noite e, como resultado, determine qual deles tem a melhor chance de vencer.

Entrevista

Vote